CARROS ELÉTRICOS PODEM MINAR LOJAS DE CONVENIÊNCIA EM POSTOS DE GASOLINA?

CARROS ELÉTRICOS PODEM MINAR LOJAS DE CONVENIÊNCIA EM POSTOS DE GASOLINA?

CARROS ELÉTRICOS PODEM MINAR LOJAS DE CONVENIÊNCIA EM POSTOS DE GASOLINA?

Quando se fala em carros elétricos, normalmente se pensa em uma iniciativa que todo mundo sai ganhando, afinal de contas estamos falando em veículos com potencial para causar menos impacto ambiental no planeta. Entretanto, o Washington Post traz uma reflexão que provavelmente pouca gente fez até hoje: esse tipo de veículo poderia minar as lojas de conveniência em postos de gasolina.

A lógica usada pela reportagem vai ainda além e fala de um problema que pode afetar parte da indústria de bebidas nos Estados Unidos. E a razão para isso é clara: como as pessoas não precisariam parar mais nos postos de gasolina, deixariam de realizar compras impulsivas nas lojas de conveniência toda vez que fossem pagar pelo combustível adquirido.

Essa previsão um tanto quanto sinistra veio de analistas da Morgan Stanley, apesar de que especialistas nessa indústria de lojas de conveniência acreditam que esse cenário ainda estaria bastante distante da realidade.

Impacto

Ainda de acordo com o relatório publicado pelos analistas, a marca de energético Monster Beverages seria uma das mais prejudicadas com pessoas deixando de ir com frequência aos postos de gasolinas. Isso porque 63% das vendas nos EUA são realizadas justamente em lojas de conveniência.

Apesar de acenar com um problema para a indústria de bebidas não alcoólicas, as bebidas alcoólicas e produtos feitos de tabaco (como cigarros, cigarrilhas, charutos etc.) não devem ser afetados. Isso porque as vendas típicas de postos costumam ser de produtos para consumo imediato e, portanto, cervejas e afins não são amigáveis para quem vai dirigir.

“As bebidas impulsionam as vendas e geram lucros para as lojas de conveniência, então, qualquer concorrência que possa reduzir essas vendas e esses lucros é uma preocupação”, comenta o representante da Associação Nacional das Lojas de Conveniência Jeff Lenard. “Contudo, penso que as lojas farão o que elas sempre fazem: encontrarão um jeito melhor para competir.”

A saída mais simples para impedir essa “crise” é até meio básica: incluir carregadores elétricos em postos de gasolina convencionais. Atualmente, há postos que vendem não apenas diesel, etanol e gasolina, mas também gás natural, então, ao que tudo indica, é só uma questão de adaptação para continuar relevante frente às novas opções do mercado.

De qualquer forma, esse contexto de carros elétricos superando em número os carros tradicionais ainda é bem distante, mesmo nos Estados Unidos.

Fonte:Washington Post.